Problemas na fiação poluem a cidade

by gerente / mar 23, 2015 / 0 comentários

Problemas de fiação poluem a cidadee criam transtornos para moradoresÉ cada vez mais difícil enxergar o céu quando se caminha pelos bairros de Guaíba. Basta transitar pelo Centro ou pelas comunidades do entorno e elevar os olhos para se deparar com uma cena cada vez mais comum: emaranhados de fios de todos os tipos e tamanhos, boa parte deles rebaixados, mal conservados e muitas vezes oferecendo riscos à população,  deixados sobre vias e passeios.A situação, além de poluir a paisagem da cidade e gerar riscos a pedestres, ciclistas e motoristas, vem prejudicando moradores e empresários. É o caso de Valéria Bitencourt, proprietária de uma academia de ginástica no bairro Loteamento do Engenho, esquina da Rua Lahire Guerra. Há dois meses, parte da fiação em frente ao prédio cedeu, ficando a menos de três metros do solo. A empresa concessionária responsável pelo material prometeu uma solução, que até agora não ocorreu. Valeria conta que, num primeiro momento, os lixeiros chegaram a erguer os fios sempre que o caminhão de lixo ingressava na via. Pelo risco da operação, o caminhão deixou de acessar a rua, aguardando a coleta na avenida Carlos Ventura.  "Já enfrentamos problemas como esse há muito tempo. Chegamos a ficar sem telefone e internet por mais de uma semana", lamenta a empresária. Lei dos fios O cenário que há alguns anos já era complicado, com problemas na fiação de diversos bairros, agravou-se após o início das obras da Celulose Riograndense e de outros empreendimentos na cidade. O aumento no trânsito de veículos pesados gerou incidentes cuja solução, como observado em alguns locais, foi amarrar o fio rompido em uma placa de sinalização de trânsito.A fragilidade na legislação é outro fator que dificulta a responsabilização por esses problemas e trava soluções mais rápidas. O Executivo alega que os postes são de responsabilidade das concessionárias. As concessionárias alegam que os fios rompidos não são de sua gestão. No meio desse imbróglio, resta o morador e cliente de empresas de telecomunicações e energia elétrica que não recebem o serviço adequado pelo qual pagou.O começo para uma solução nesse sentido pode nascer de um Projeto de Lei apresentado na sessão da Câmara de Vereadores da última terça-feira, 10. Tramita na secretaria da Casa a Lei dos Fios, projeto de lei da vereadora Paula Almeida (PROS), que regulamenta os direitos e deveres dos responsáveis pela gestão dos postes e fios por toda a cidade. "Apresentamos o projeto porque é uma demanda de muito tempo da população de Guaíba. Recebemos muitas reclamações, inclusive, de empresas que ficaram semanas sem o serviço de internet, por exemplo. Isso precisa ter um fim", explica. Além de ficarem responsáveis pela manutenção e retirada adequada de fiações, as empresas concessionárias passam a ter de notificar outras empresas que utilizam seus postes. Após a análise da secretaria, o projeto será encaminhado para as comissões da Casa e votado em sessão.O Prefeito Henrique Tavares garante que o Executivo está atento a esse problema. Ele fez referência a inúmeras transformações estruturais que a cidade vem sofrendo e o aumento no trânsito de caminhões no Município, problema temporário e que deve ser minimizado nos próximos meses. Tavares disse, porém, que todas as denúncias que chegam à Prefeitura são observadas com urgência e realizadas as notificações às concessionárias responsáveis. "Estamos atentos para isso. Assim que a denúncia chega, notificamos prontamente os responsáveis", afirma. 

Comentários (0)

Deixar um comentário